Livros por R$ 0,99 centavos ou R$ 1,99 e Gibis por R$ 0,50 centavos foram sucesso total na 21ª edição da Bienal do Livro de São Paulo


Os visitantes da 21ª edição da Bienal do Livro de São Paulo encontraram, no estande do Sebo do Messias, várias ofertas de livros entre R$ 0,99 centavos e R$ 1,99.

Podemos dizer que um verdadeiro clima de revolução pairou sobre as estantes do Sebo, devido a grande procura de ofertas instaurada em nossas prateleiras.

Dando continuidade ao clima de Bienal, o Sebo do Messias lançará mais promoções, algumas já conferidas pelos visitantes da feira.

Em breve, todos os livros dos acervos de Medicina, Artes e Dicionários terão descontos de até 50% em nosso site! Ou seja, em torno de 75% abaixo do valor de uma obra nova.

Portanto, estamos comemorando aquele clima de Revolução deixado em nosso acervo pelos leitores. As grandes revoluções intelectuais vêm desde a invenção da imprensa, que hoje nos permite levar obras de grande valor cultural até nossos leitores, por preços muito acessíveis.

Assim, nós do Sebo do Messias trazemos aos nossos clientes e leitores do Blog uma pequena coluna da história do livro.

Origem dos Livreiros

Durante a Idade Média os livros foram o mais importante veículo de transmissão intelectual, sendo produzidos em quantidade muito pequena nas escolas episcopais, monásticas e paroquiais.

Todo o programa de ensino no ocidente estava pautado nos livros. O saber antigo, as doutrinas e as regras religiosas, bem como numerosas outras informações, eram transmitidas por eles. Mas sua consulta era destinada apenas às grandes e médias autoridades monásticas, ou às pessoas a elas ligadas.

No século XII, com o surgimento das universidades, o livro ganha uma propagação diferenciada, que o torna um pouco mais acessível. Um novo sistema artesanal em cadernos proporcionou o comércio ativo de livros manuscritos. Desta forma os centros universitários proporcionaram o nascimento de um público leitor, exterior a vida religiosa. Em cada universidade encontrava-se uma autêntica corporação de profissionais do livro, desde o copista laico ao organizador de bibliotecas.

A produção de cópias dentro deste mundo universitário era feito da seguinte maneira: existia o manuscrito de base, geralmente um original ou uma cópia fiel, que era arquivado em separado; o exemplar que a universidade emprestava era uma cópia da cópia; cobrava-se, como hoje, uma taxa pelo empréstimo; todo exemplar era devidamente revisto e corrigido após cada nova utilização; no entanto, não se tratava do empréstimo da obra em sua totalidade, mas sim por cadernos separados, o que permitia obviamente a maior circulação das obras, mesmo que compartimentada.

Estas cópias, porém, divergiam muito de seus modelos por serem produzidas dentro de uma margem de autonomia. Ficava a critério de cada copista incluir ou não as notas, redigir colofons ao final e incluir glosas para auxiliar o leitor. Não raro mudavam a ordem ou introduziam elementos novos a cada cópia.

Era com este material produzido pelos copistas das universidades de Paris e Bolonha, que alfarrabistas (os primeiros livreiros) vendiam, por comissão, os exemplares produzidos, comercializando também outros utensílios necessários a escrita.

Com o advento da palavra impressa aquele sistema tornou-se inviável e o contexto medieval ganhou novos rumos. Os livros, a partir de então, começaram a ser produzidos em série, tornando-se mais baratos ao ponto de serem vendidos aos burgueses, que representavam um mercado em franca expansão.

A imprensa limitou o ofício liberal dos copistas. Mas fosse qual fosse o ódio que alimentassem contra o novo método, falharam todos os esforços de opositores. O livro, como objeto de consumo, conquistara um enorme público que não desejava indispôr-se contra um invento tão benévolo e, por isso, incontestável.

Habituados a lidar com livros, muitos copistas passaram ao ofício de impressores, trabalho que tinha grande analogia com aquele ao qual estavam acostumados. Os primeiros tipógrafos eram quase sempre livreiros e vendiam suas próprias edições. As duas ocupações só vieram a ser separadas no começo do século XVI, com o surgimento dos editores eruditos.

Fonte: Almanach Bertrand, 1923

Publicado em 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo | 12-22 Agosto 2010 | Com a tag , , , , , , , , , , , , , | 3 comentários

Imagens dos primeiros dias do Sebo do Messias na Bienal de 2010

Como na edição de 2008 da Bienal Internacional do Livro, o estande do Sebo do Messias encontra-se este ano entre os mais freqüentados da feira. Os visitantes ainda se espantam positivamente ao ver um sebo entre as inúmeras livrarias Mega Store.

Muitos demonstram satisfação, elogiando a iniciativa pioneira do Sebo do Messias, outros apenas garimpam nossas estantes, que contam com cerca de 10 mil títulos. O resultado é um estande de 50 metros quadrados sempre cheio e com clientes satisfeitos.

Dos corredores da Bienal, o estande chama atenção justamente por ficar sempre cheio de  visitantes. Seria necessário uma área inúmeras vezes maior para receber e acomodar a todos confortavelmente.

Os clientes do Sebo transcendem gerações. Não raro vê-se no estande uma criança procurando mangás para sua coleção, ao lado de leitores mais velhos que buscam aquele livro que ficou marcado em suas histórias particulares. A procura por DVDs no estande é também muito comum, cujos títulos vão dos clássicos em preto-e-branco aos últimos lançamentos.

Outro atrativo são as diversas promoções. É possível, por exemplo, comprar gibis por apenas 0,50 centavos, ou livros do setor de Artes pela metade do preço praticado nas lojas do Messias (não a metade do preço de um exemplar novo, mas a metade do preço no sebo). Ou seja, em torno de 75% abaixo do valor de uma obra nova.

É possível, por exemplo, adquirir os 3 volumes da História Universal da Arte (Arquitetura – Escultura – Pintura – Outras Artes) da autora Gina Pischel por apenas R$ 50,00; e  o raríssimo A Arte Brasileira Contemporânea de Roberto Pontual por R$ 200,00, entre outras centenas de ofertas.

Nesta segunda participação na Bienal, a imagem que marca os colaboradores do Sebo do Messias é a de leitores ávidos por novidades, as quais não precisam ser exclusivamente novas. Muitas vezes, a novidade é simplesmente encontrar um livro ou um filme que fez parte de nossas vidas em tempos passados.

Acompanhem o dia-dia de Nosso estande na Bienal.

Publicado em Dia-dia do Sebo na Bienal de São Paulo | Deixar um comentário

Última lista de ganhadores da PROMOÇÃO: Eu quero um ingresso para a Bienal do Livro de São Paulo

Todas as pessoas cujo nome esta incluído na lista abaixo devem enviar e-mail para contato@sebodomessias.com.br informando seu nome completo que deve ser o mesmo do cadastro no site www.sebodomessias.com.br , pois enviaremos seu ingresso para este endereço.
Obs: Caso ainda não seja cadastrado em nosso site clique aqui para efetuar seu cadastro.

A_MANDEL

dufelipe

EltonWu

fernando_brandt

isaac_o10

Isabela_Campos

kellyzago

rogerioortiz

teramatsu

veroniquekut

Publicado em Promoções: Sebo do Messias | 1 comentário

Segunda lista de clientes que já ganharam ingresso para Bienal do Livro de São Paulo

Todas as pessoas cujo nome esta incluído na lista abaixo devem enviar e-mail para contato@sebodomessias.com.br informando seu nome completo que deve ser o mesmo do cadastro no site www.sebodomessias.com.br , pois enviaremos seu ingresso para este endereço.
Obs: Caso ainda não seja cadastrado em nosso site clique aqui para efetuar seu cadastro.

_Mutta
ALEBASKA
barthosjr
corujadecafe
dukefelipe
flcarvalho
hibikikuroi
JhonatanRocha
KatiaVeppo
lucarloschaves
marycristina45
numseletras57
profmarcosjulio
RuiCP29
thais_souza07

Publicado em Promoções: Sebo do Messias | Deixar um comentário

39 pessoas já ganharam ingresso para Bienal do Livro de São Paulo

Todas as pessoas cujo nome esta incluído na lista abaixo devem enviar e-mail para contato@sebodomessias.com.br informando seu nome completo que deve ser o mesmo do cadastro no site www.sebodomessias.com.br , pois enviaremos seu ingresso para este endereço.
Obs: Caso ainda não seja cadastrado em nosso site clique aqui para efetuar seu cadastro.

anacraudia
AnaTurrini
arthur_lima
Barbara_Sant
BLEFARIGARCIA
carlosrocha8
cheledrum
CrisPOficial
davimcmello
Decio58
EmanuellaSP

ferdinizs
gabrielmuzy
GilmarCarvalho4
jenny_cardozo
jorge monteiro
mariruggeri
matrixnata
melbm1
mikecerqueira
milkneverdie
MimosIntimos
misterale
nessanawo
olhos25
SamaraRLipolis
sandyxus
siqueiraAL
slaxrodriguez
Soy_Mex_y_Bra
suelymarchesi
sufernandes
talialiv
taoismo
tatiafonso
thiago_kazu
uedagrill
vagnerrosa
WellRafael

Publicado em Promoções: Sebo do Messias | 1 comentário

PROMOÇÂO: Eu quero um ingresso para a Bienal do Livro de São Paulo

Quer ganhar um ingresso para a Bienal do Livro de São Paulo? Clique Aqui e veja como!

Publicado em Promoções: Sebo do Messias | 5 comentários

Mais uma vez um Sebo Participa da Bienal

O Sebo do Messias leva para esta 21ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo um dos melhores e mais variados acervos de livros usados e raros. Entre eles Dom Quixote, em uma de suas melhores edições, com 20 reproduções em tamanho original dos desenhos de Portinari e Glosas de Carlos Drumond de Andrade e O Brasil na Taça do Mundo 1938, ano de edição da obra.

São mais de 1000 (mil) livros raros e autografados de autores como, Monteiro Lobato, Clarice Lispector, Carlos Drumond de Andrade, Mario de Andrade, Aureliano Leite, Guilherme de Almeida, Graciliano Ramos, Coelho Neto, João de Deus, entre outros autores com edições que datam entre 1700 até 1970.

Além destes os leitores poderão também encontrar autores de pré-lançamentos como Stephenie Meyer, Meg Cabot, Andre Vianco, Anne Rice, Zíbia Gasparetto, Mônica de Castro, Elisa Masselli, Dan Brown, Rosamunde Pilcher, Danielle Steel, Khaled Hosseini, além de publicações em HQ diversos.

Em agradecimento aos inúmeros acessos de seus clientes, o Sebo do Messias lança nesta edição da Bienal uma promoção de caráter cultural, que tem como interrogativa: “Você acha que o livro impresso será substituído pelo livro Digital?” o autor da resposta mais criativa levará um vale compras de R$ 500,00.

Acessória: Sebo do Messias
Contato: Daniela Coelho, Cleber Aquino – Fone: (11) 3105-6931, 3104-7111 – E-mail: atendimento@sebodomessias.com.br, sebodomessias@gmail.com

Publicado em 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo | 12-22 Agosto 2010 | 4 comentários

História de Ana Raio e Zé Trovão

Novela

Descrição da Novela a qual este LP da História de Ana Raio e Zé Trovão é trilha sonora.
Ana de Nazaré (Ingra Liberato) é órfã de mãe e mora com o pai no sul do país. Aos treze anos é estuprada por Canjerê (Nelson Xavier), um ex-capataz da fazenda onde seu pai trabalha e que foi acusado de roubo por ele. Ana fica grávida e dá a luz à uma menina a quem dá o nome de Maria Lua. Vingativo e sem escrúpulos, Canjerê volta à fazenda, mata o pai de Ana e rapta sua filha.

Treze anos depois, Ana de Nazaré se transforma em Ana Raio, uma afamada peoa de uma companhia de rodeios. Ela percorre o país com sua caravana e procura pela filha que foi arrancada de seus braços ainda bebê. Ao lado de Ana está João Riso (Giuseppe Oristânio), que é apaixonado por ela e que faz de tudo para agradá-la e ajudá-la a encontrar Maria Lua.

Um dia, a caravana de Ana Raio cruza com outra caravana importante, a de Dolores Estrada (Tamara Taxman), cuja maior atração é o peão Zé Trovão (Almir Sater), um rapaz que desconhece seu passado. Entre rodeios, feiras e viagens pelo Brasil, começa a emocionante história de amor de Ana Raio e Zé Trovão. [1]
1 – Fonte www.sbt.com.br/anaraioezetrovao

Publicado em Últimos Produtos disponibilizados em nosso site | 1 comentário

Os 7 Samurais – Duplo

 Shicinin No Samurai

Takashi Shimura / Toshirô Mifune / Yoshio Inaba / Seiji Miyaguchi / Minoru Chiaki


Descrição do Filme:

Sete Samurais, filme japonês co-escrito, editado e dirigido por Akira Kurosawa. O filme tem lugar em Reinos Combatentes do Japão (Cerca de 1587/1588 ). Ele segue a história de uma aldeia de agricultores que contrata sete masterless samurai (ronin) para combater os bandidos que voltarão após a colheita para roubar suas plantações.

Kurosawa fez um excelente trabalho em seus humildes 207 minutos de filme, não basta o roteiro e a historia ser humilde, sua temporização também precisa ser, que ocorre nitidamente no Japão, próximo do século XVI, onde um humilde vilarejo de humildes lavradores é alvo de constantes ataques de bandidos, onde são sempre saqueados, justamente na época da colheita.Todos os lavradores com medo, e uma certeza de que seriam atacados novamente pelos tais bandidos, resolvem contratar um velho e sábio Samurai para defendê-los dos saqueadores, sobrou para este sábio ir em busca de outros Samurais em um povoado próximo. O sábio Samurai, recruta a ajuda de seus samurais para auxiliá-lo, entre eles encontra-se o enérgico e destemido filho de um lavrador, interpretado brilhantemente por Toshiro Mifune. O Diretor realiza com total perfeição e rigor uma das obras-primas do cinema japonês, principalmente pela beleza plástica de suas cenas, muito bem elaboradas na batalha da chuva, onde ele consegue transportar para tela um nível de ação sem precedentes. “Os Sete Samurais” é o filme mais aclamado da obra de Kurosawa, além de ser considerado o “western” do cinema oriental. [1]
1- Trecho da sinopse do filme “Os 7 Samurais”, encontrado no verso do DVD Original.

Publicado em Últimos Produtos disponibilizados em nosso site | 1 comentário

Único Sebo a Participar pela segunda vez consecutiva na Bienal do Livro de São Paulo

Mais uma vez o Sebo do Messias estará presente na Bienal do Livro de São Paulo. A fórmula para destacar-se entre as livrarias “Mega Store” é a grande variedade de produtos a ótimos preços, afirma Messias Coelho, 69, Diretor e Fundador do Sebo.

A grande variedade de títulos, incluindo edições fora de catálogo, é um dos motivos que fazem da Livraria e Sebo do Messias líder há 40 anos no mercado de usados.

Hoje o sebo conta com mais de 300 mil títulos, entre livros, revistas, gibis, CD`s, DVD`s e LP`s. Os destaques do acervo que estarão expostos na Bienal, além das edições comuns, serão as famosas obras raras.

O visitante poderá encontrar raridades como Narizinho Arrebitado publicada em 1921 pela editora do próprio autor Monteiro Lobato, História dos Descobrimentos e Conquistas dos Portugueses no Novo Mundo, publicada em 1786, entre outras que poderão ser adquiridas a preços bem acessíveis.

Para os fãs de “HQ” estarão expostos desde exemplares de R$ 1,00 até coleções esgotadas, como a do famoso Bárbaro Conan, com seus 205 volumes, Naruto, famoso entre os leitores de “Manga” e, também, Spider Man, o maior escalador de arranha-céus e campeão de bilheteria de Hollywood, em suas primeiras aventuras em “HQ”.

O Sebo do Messias espera superar o sucesso de sua participação na Edição de 2008 da Bienal do Livro de São Paulo com diversas promoções em seu “Stand”. Em uma delas será possível encontrar livros do setor de Artes, por valores até 70% menores em relação a um exemplar novo. Além disso, todos os visitantes que se cadastrarem no site da loja virtual terão a chance de concorrer a 500 Reais em vale-compras.

Apostando no sucesso de sua participação na edição anterior da Bienal, o Sebo do Messias reservou para 2010 um espaço de 48 m2: “Este ano reservamos um espaço que chega a ser quase o dobro do espaço que utilizamos na última Bienal. Queremos dar mais conforto para nossos clientes, pois em 2008, para uma pessoa entrar, a outra tinha que sair.” – afirma Messias.

Sebo do Messias
21ª Bienal Internacional do Livro – 2010
Data: 12 – 22 de Agosto
Horário: Das 10h às 22h
Localização: Rua “K” – Stand “50”
Tel: (11) 3105-6931 – Contato: Daniela ou Cleber
E-mai: atendimento@sebodomessias.com.br
Site: www.sebodomessias.com.br

Publicado em 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo | 12-22 Agosto 2010 | Com a tag , , , , , , , , , , | 2 comentários